Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Casamento

Um famoso professor se encontrou com um grupo de jovens que falava contra o casamento.  Argumentavam que o que mantém um casal é o romantismo e que é preferível acabar com a relação quando este se apaga, em vez de se submeter à triste monotonia do matrimônio.   O mestre disse que respeitava sua opinião, mas lhes contou a seguinte história: “- Meus pais viveram 55 anos casados. Numa manhã minha mãe descia a escada para preparar o café e sofreu um enfarto.  Meu pai correu até ela, levantou-a como pôde e quase se arrastando, a levou até a caminhonete.  Dirigiu a toda velocidade até o hospital, mas quando chegou, infelizmente ela já estava morta.  Durante o Velório, meu pai não falou.  Ficava o tempo todo olhando para o nada.  Quase não chorou.  Eu e meus irmãos tentamos, em vão, quebrar a nostalgia recordando momentos engraçados.  Na hora do sepultamento, papai, já mais calmo,  passou a mão sobre o caixão e falou com sentida emoção :  - Meus filhos, foram 55

Tipos de Casamento

Por: Pr. Roberto Lugon “Desde o princípio da criação, Deus os fez homem e mulher. Por isso deixará o homem a seu pai e mãe, uni-ser-á à sua mulher, e serão os dois uma só carne. Portanto ninguém separe o que Deus uniu” ( Mc 10. 6-9 ). Diferentes, mas feitos para se complementarem, o homem e a mulher assumem um compromisso mútuo quando se unem pelo casamento. O relacionamento marido e mulher, ao longo da história, passou por muitas transformações. Se hoje a mulher luta por seus direitos, é por que sempre foi considerada na religião e na sociedade um ser “inferior”. No entanto, diante de Deus, não existe distinção entre as pessoas, todas têm a mesma dignidade. O mesmo precisa ocorrer entre marido e mulher. Ambos possuem diferenças que a própria natureza lhes concedeu, não com o objetivo de supremacia a um dos dois. Tais diferenças tendem à complementação, não à separação, não devendogerar barreiras, muralhas, mas laços que fortifiquem a união, a fraternidade e o desejo de

Como sair fortalecido da crise

O  que pode desencadear uma crise no relacionamento de um casal? Uma gravidez não planejada;  A morte de um filho;  O desemprego do marido (desequilíbrio financeiro);  Impotência sexual ou frigidez da mulher;  O nascimento do primeiro filho;  A necessidade de acolher os pais em casa;  Doenças; Um acidente que colocou os cônjuges em uma cadeiras de roda;  Um filho que assume um comportamento homossexual;  Um filho que se envolve com drogas; Uma filha que engravida do namorado e o mesmo não assume a criança;  Uma mudança de casa ou de cidade, contra a vontade do cônjuge;  Um filho com problema mental;  A necessidade de acolher um irmão;  O alcoolismo em um dos membros da Família etc. 1.Saiba que o casamento é o único "Jogo" em que os dois podem "ganhar". Em um artigo escrito para a revista seleções, o psiquiatra Pittman disse: "Não há como ganhar contra seu cônjuge. Ou vocês dois ganham, ou os dois perdem" 2.Não use o cônjuge como

Qual a sua prioridade?

Nossos dias, meses e anos estão cada vez passando mais rápido. São pessoas nascendo, crescendo, morrendo. Algumas vivendo intensamente, outras com marasmo. Algumas com seriedade, outras não. Preocupamo-nos em fazer uma boa faculdade, em ter uma boa qualificação no mercado de trabalho, em ter uma carreira bem sucedida. Em nossas igrejas, ocupamos cargos importantes que ajudam pessoas e a organização. Cantamos em grandes corais, organizamos campanhas, preparamos estudos, entre outras coisas. Dispomos de tempo para tudo. Para um futebol com amigos, umas compras no shopping, um cinema, um jantar importante, uma viagem programada, e assim vai. Com essa vida corrida sempre temos prioridades diferentes. Prioridades essas, que muitas vezes ficam distorcidas e desajustadas. Creio na seguinte ordem de prioridade: Deus,  Cônjuge,  Filhos,  Trabalho,  Igreja. Alguns me perguntam o que acontecerá se essa ordem for invertida? Eu certamente lhe direi que você