Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2014

Mundo maravilhoso & Tempo para Deus.

Imagem
Quando observamos melhor este mundo em que vivemos, vamos perceber que as pessoas vivem como se não houvesse o amanhã, sem pensar na eternidade. Acreditam que a vida deve ser levada numa boa. Festas, curtições, shows, viagens, passeios, etc. Mas sem pensar que um dia, não muito distante daremos contas de tudo que fazemos nesta vida.
Quando paramos para pensar sobre o que Jesus Cristo disse sobre essa vida, podemos até pensar que estamos dentro da realidade do reino, será mesmo? Por que a realidade do reino não se resume a visitas nos cultos de domingos, a dar dízimos e ofertas, ajudar os pobres e necessitados. Está muito aquém dessa realidade.
Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma? Mateus 16:26
Os relacionamentos virtuais tem a capacidade de denunciar o quanto nós cristãos podemos estar enganados com essa vida fútil.
Encontramos cristãos envolvidos com tudo o que há de "bom" nesta vida, mas muitas v…

Por que usamos a vara?

Imagem
Muitos pais hoje estão perplexos quanto à questão de bater ou não em seus filhos. Alguns dizem que é uma forma de punição cruel e abusiva ou que promove a violência. Outros simplesmente dizem que “Não acreditam na palmada”. Mesmo alguns bem respeitados psicólogos cristãos orientam contra a palmada. É fácil ficar confuso. Analisemos estes argumentos primeiro. Os dois primeiros podem ter alguma validade. 
Certamente há casos em que os pais batiam, e a criança cresceu com uma inclinação para a violência. No entanto, na maioria desses casos, os pais haviam abraçado uma forma mundana de bater em vez da forma bíblica de castigo. Eles haviam usado a vara sem a repreensão. Haviam punido o erro, sem explicar o certo e, na maioria das vezes, haviam castigado com raiva e com uma motivação errada. Sempre que os pais rejeitarem os métodos de Deus e abraçarem os métodos mundanos, problemas surgirão. Provérbios 14.12 nos diz: “Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de mor…