sexta-feira, 17 de abril de 2009

As Crianças Necessitam Tremendamente de Elogio


O que você anda dizendo ao seu filho?
Já parou para pensar sobre o assunto?

As crianças obtêm seu senso de valor próprio especialmente de seus pais. Ela não têm como saber se são inteligentes ou mediocres, bonitas ou feias, incapazes ou competentes, a não ser que os pais digam. Infelizmente, uma criança comum provavelmente recebe de dez a cinquenta repreensões para cada bocado de elogio.

"Olha o que você fez!"
"Pelo amor de Deus!"
"Largue isso ai!"
"Já falei mil vezes com você!"
"Como você é desajeitado!"
"Veja, você fez isso de novo!"
"Não sei o que vai ser de você!"
"Você é um burro!"

E assim por diante, uma lista sem fim. A criança que recebe uma barreira sólida de crítica cresce, quase invariavelmente, sem um senso adequado de dignidade própria. A crítica provoca dúvida pessoal e, em última análise, resulta em um profundo sentimento de inferioridade.

Joaquim, como qualquer criança normal de dez anos de idade, detestava limpar o jardim. (É sempre mais divertido brincar, ver televisão ou simplesmente ficar à toa do que suar em cima de um cortador de grama num dia quente.) Ele também detestava passar o rastelo na grama antes de cortá-la e recolher os detritos que pudessem obstruir o cortador. Numa tarde de sábado muito quente, ele entrou em casa com o olhar apreensivo.
- Papai, o cortador de grama quebrou.
-Vamos dar uma olhada.
Eles foram e o pai descobriu que um galho havia ficado preso entre a lâmina e a ferragem.
-Não está quebrado, Joaquim. Vou retirar o que está atrapalhando.
Ele o fez e disse:
- Joaquim, talvez seja melhor recolhermos esses pequenos galhos que o vento arrancou das árvores. Parece que eles obstruem o cortador de grama.
Juntos, eles recolheram uma grande quantidade de galhos e pequenos gravetos. Depois, o pai disse:
- Sabe, Joaquim, creio que esta foi uma das vezes em que você cortou melhor a grama. Está linda! E foi a única vez que o cortador ficou obstruído.
Joaquim ficou radiante. Ele esperava ser repreendido e, ao invés disso, foi elogiado. Depois daquele dia ele sempre procurou limpar a grama cuidadosamente antes de a cortar.

É sempre mais proveitoso elogiar do que criticar. Um elogio motiva mais boa vontade do que a reclamação.



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...