quarta-feira, 16 de setembro de 2009

K'doshim - "Santos"




Levítico 19:1-2 " Disse o Senhor a Moisés: Fala a toda a congregação dos filhos de Israel e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, o Senhor, vosso D'us sou santo."


Esse é o úncio mandamento (
mitzvá) em que D'us pede que O imitemos. Na Bíblia, nunca veremos D'us dizer: "Sede ricos, porque Eu sou rico"; nem "Sedes bondosos, porque Eu sou bondoso"; ou "Sede mansos, porque Eu sou manso". Mas Ele disse: "K'doshin tihiu ki Kadosh ani Adonai Eloheichem ("Sede santos, porque Eu sou santo, o Eterno vosso D'us").

A palavra
K'doshin, em hebraico, significa "ser separado", estar vivendo uma vida segundo a vontade de D'us. Ser santo é "saber sair fora, separar-se daquilo que contamina".

Observe, então, o que é ser santo. Vamos ressaltar algumas palavras no hebraico no mesmo contexto:
Kadash ("santificar, consagrar"); Kôdesh ("santidade") e Kadosh ("santo, consagrado"). O radical comum a todas essas palavras é Kad.

Esse
Kad, em hebraico, tem o sentido de "cortar, separar". Pode-se cortar algo e ainda deixar preso por um fio ou uma pele, mas a palavra Kad significa cortar com separação, cortar e separar-se ou romper, e uma condição importante, suprema, exigida para que D'us fale ao nosso coração é que sejamos cortados do mundo. Aprendemos aqui duas coisas: o radical Kad - "cortar" - e sua relação com a palavra Kadosh - "santo ou separado". Aprendemos os dois termos separadamente, e agora na sua relação com o todo, o sentido de inteiramente "cortado e separado" é denominado de "santo".

D'us está dizendo que sem santidade, sem essa separação, não podemos ouvi-Lo e nem sentir Sua presença. Entendemos que devemos buscar a santidade na Palavra, pela oração, na fé em D'us que é um instrumento, ou uma ferramenta, o meio pelo qual chegamos e relacionamos com o Criador. Assim, com fé e santidade, dizemos: "Senhor nos separa para Ti, corta o que precisa ser cortado em nossa vida", e nos tornaremos mais santos e estaremos mais atentos para ouvir a Sua voz e ser abençoados.

Por que devemos ser santos? Por vários motivos, mas, se somos santos, a santidade implica um relacionamento perfeito com D'us, e só asssim podemos entender os Seus divinos propósitos para a nossa vida.


fonte: A Torá - Volume 3
Estudo das Parashiôt e Haftarôt no contexto judaico-messiânico
Marcelo Miranda Guimarães


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...