quinta-feira, 13 de maio de 2010

A importância de escutar

Um erro freqüentemente cometido com o fim de comunicar-se é tentar causar uma boa impressão nas pessoas, parecer inteligente, espirituoso ou agradável. Mas, se você quer cultivar relacionamentos estáveis, deve estar disposto a concentrar-se naquilo que os outros têm a oferecer. Seja alguém que se impressiona e é interessado, não apenas alguém impressionante e interessante.

O poeta e filosofo Ralph Waldo Emerson dia: “Todo ser humano que conheço é meu superior, e sempre posso aprender dele alguma coisa”. Lembre-se disso e aprenda a escutar as pessoas. Assim, os canais de comunicação funcionarão com eficiência. Não existe interação sem a disposição de ouvir.

Dale Carnegie, autor do livro Como fazer amigos e influenciar pessoas, aconselhou o seguinte: “É possível fazer mais amigos em duas semanas, tornando-se um bom ouvinte, do que em dois anos, tentando fazer com que as pessoas se interessem por você”. Ele era incrivelmente habilidoso para compreender os relacionamentos. Reconheceu que os que apenas se concentram em si mesmos, falando sobre si e seus próprios interesses o tempo todo, raramente desenvolvem relacionamentos duradouros com outras pessoas.

Em seu livro A mágica de pensar grande, David Schwartz comenta que “pessoas grandes monopolizam a escuta; pessoas pequenas monopolizam a conversa”. Ao tornar-se um bom ouvinte, você estará apto a conectar-se com outros indivíduos em vários níveis e a desenvolver relacionamentos mais profundos, porque estará suprindo uma necessidade.

C. Neil Strait destacou que “todos precisamos saber que alguém nos escuta”. Quando você se torna este ouvinte importante, consegue ajudar as pessoas. Escutar aumenta nosso conhecimento.

Wilson Mizner disse que “um bom ouvinte não é apenas popular em toda parte; após um tempo, ele sabe algo”. É inacreditável o quanto você pode aprender sobre seus amigos, sua família, sua profissão, e sobre si mesmo, quando decide verdadeiramente escutar os outros. Nem todos, no entanto, estão dispostos a usufruir desse beneficio.

Tome muito cuidado para não se colocar em uma posição na qual você pensa que sabe todas as respostas. Toda vez que agir assim, estará em perigo. É quase impossível pensar em si como “o especialista” e continuar crescendo e aprendendo. Todos os grandes aprendizes são ouvintes.

Um problema comum aos que detêm autoridade é que, na maioria das vezes, passam a escutar menos as pessoas, especialmente as que se reportam a eles. Não é verdade que, quanto mais alto seu posto, menos se torna necessário ouvir os outros; ao contrário, sua necessidade de melhorar a habilidade para escutar aumenta. Quanto mais longe se está da linha de frente, mais se depende de outras pessoas para obter informações confiáveis.

Apenas se você expandir rapidamente a capacidade de ouvir poderá obter o conhecimento de que necessita para ser bem-sucedido. Se, no decorrer de sua trajetória, você acumular conquistas, não se esqueça da necessidade de continuar crescendo e melhorando.

Lembre-se: “um ouvido surdo é a evidência de uma mente fechada”.

Fonte: MAXWELL, John C. Segredos de relacionamento. São Paulo: Mundo Cristão, 2006

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...