terça-feira, 8 de junho de 2010

Em Busca do Amor

Jesus sabia que tinha chegado a hora de deixar este mundo e ir para o Pai. Ele sempre havia amado os seus que estavam neste mundo e os amou até o fim. (João 13.1ab)

Disse o poeta a sua amada... “Houve tempo em que um beijo nos calava a voz, e o silêncio era, eu te amo”... Fortes guerreiros se tornam mansos e gentis quando amam, lindas historias de amor são vistas por nós em filme, série de TV, peça teatral, ou lida em livro, afinal o amor é o fogo que arde sem se ver é estar preso por vontade, é o aroma da humanidade, homem e mulher que não ama e não sonha, precisa questionar a pertinência de sua vida.

Nossa sociedade esta marcada pela instabilidade sentimental, confusões envolvem relacionamentos, esperanças acabam, sonhos são minados... Muitos desistem de buscar o amor, mesmo tendo um “relacionamento”, é impressionante o poder que a convivência tem para fazer com que o perfume de todas as rosas exalado nos primeiros dias, se torne cheiro de naftalina ao longo de anos, sentimentos humanos não são como corredeiras de rios, ocasionadas por fatores externos tais como, geografia do solo em declive somada ao vento que sopra sem cessar devido ao giro da terra. Sentimentos humanos são como fornos de padaria (a moda antiga) necessitam ter lenha, posta e reposta todo dia, se não for assim o fogo apaga, o calor foge e o que poderia assar a massa, produzindo um saboroso pão, se torna um buraco gelado de tijolo, sem utilidade, destinado a ser destruído.

O amor vai além de si mesmo, não para no limite sentimental, é decisão, mesmo quando nossa alma diz que não amamos, nossa história, nossa decisão mostra que podemos renovar a lenha no forno e novamente sentir o fogo que arde sem se ver. Entretanto, não teremos o verdadeiro amor em nossa vida com uma postura fraca e entregue aos altos e baixos sentimentais. Nossa sociedade esta marcada pela instabilidade de relacionamentos porque temos sidos aculturados ao “amor” resumido em momentos bons. Bom momento vem e vai rápido. Beleza acabada, o tempo faz de qualquer Don Juan um Sr. Wilson rabugento, uso prolongado de anticoncepcionais faz qualquer corpo feminino ganhar peso. Por razões básicas como essas temos que ter bem definido em nossa mente que o amor é uma conquista de cada dia.

Em meados de 2009 chegou a minha mão um livro cuja tradução literal de seu titulo era, Esperando e Namorando, mas o conteúdo maravilhoso, diga-se de passagem, do mesmo respondia a muitas questões importantíssimas, que todo jovem homem ou mulher precisa saber no período mais importante para sua vida adulta, pertinentes a sábia escolha de seu cônjuge. Propus ao conselho editorial que na produção deste em português atribuíssemos o titulo: EM BUSCA DO AMOR, porque se não começarmos certo nosso relacionamento o percentual para sua duração até o fim, será muito pequena. Jesus foi o maior exemplo de perseverança no amor que o mundo já viu, Ele amou até o fim.

Tendo sua vida e obra como base, precisamos nos impedir de um nível menos excelente, precisamos amar... Amar... E amar. É possível chegar ao fim com o mesmo calor dos primeiros dias, desde que esse forno chamado amor tenha sua lenha posta e reposta todo dia, e você só fará isso buscando intensamente amar, aquele, aquela, que um dia fez exalar de seu interior o perfume de todas as rosas, o amor. Busque o amor mesmo quando tudo disser não, quando o peso dos anos quiser prender sua mente, quando a crise financeira quiser tirar o brilho do seu olhar, quando a enfermidade limitar seu corpo, busque o amor, todo dia, e só assim poderá dizer a sua amada, ao seu amado: "amar é envelhecer querendo te abraçar, é respirar o ar que é você, acordar sorrindo por ter o dia inteiro pra te ver".

O ápice do amor, JESUS, que nos amou até o fim... Nós amaremos menos? Buscar o amor é preciso.

Pr. Romney Cruz
Marketing e Administração
EDITORA MOTIVAR - BRASIL


Colaborador do portal Lagoinha.com

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...