segunda-feira, 5 de maio de 2014

Os exercícios do método kegel - parte 1


Extraído de "O Ato Conjugal"
Autor(a): Tim e Bevery Lahye


O segredo da satisfação feminina está nos exercícios do método kegel:


O melhor método para se exercitar os músculos pubo-coccígeos, com a finalidade de conseguir-se o máximo de controle e força muscular foi o preparado pelo Dr. Kegel, e aplicado em centenas de mulheres por ele e seus associados. A notícia do seu sucesso quase total e do aumento da reação sexual nas pacientes que diligentemente se dedicaram a esse programa durante mês e meio a dois meses, espalhou-se, e ele foi adotado por muitos médicos em todo o mundo. Embora os exercícios exijam concentração e disciplina, são bastante simples, e a maioria das mulheres pode executá-los. Certo médico afirmou: "Quase todas as mulheres conseguem aprender a contrair esses músculos."


O Dr. Kegel descobriu também um modo de ensinar a paciente a contrair o pubo-coccígeo, a reconhecer a sensação da contração, e a fazer a verificação em casa. É um expediente bem simples, e o melhor para a pessoa que se exercita sozinha.


Lembremos que, entre outras coisas, o pubo-coccígeo também pode controlar a passagem da urina. Portanto, se a pessoa conseguir interromper o fluxo urinado, ela contraiu o músculo.

Entretanto, como os músculos externos, que são mais fracos, também podem reter a urina, a não ser sob tensão, eles devem ser mantidos à parte do exercitamento. Para se conseguir isso, deve-se separar bem as pernas, os joelhos afastados ao máximo. Nessa posição, depois de iniciado o processo de urinar, faz-se um esforço para interrompê-lo.


Em quase todas as mulheres, um esforço nesse sentido, implicará automaticamente na contração do pubo-coccígeo. Isso não quer dizer que ela precisa esforçar-se muito, pois a contração detém o fluxo urinário na maioria das mulheres, a não ser que se encontrem sob grande tensão nervosa. Mas ela aprende a contraí-lo. Após algumas tentativas, a maior parte delas já sabe reconhecê-lo, e consegue fazer a contração em qualquer momento e em qualquer lugar, passando a fazer o exercício da interrupção da urina para verificações ocasionais. Cada contração resulta no exercitamento dos músculos que circundam a vagina.


Este exercício exige pouco esforço físico, embora, no início, requeira certa dose de concentração. "Depois que se aprender a fazer a contração, diz a Dr.a Mary Jane Hungerford, instrutora de parturientes, "ela exigirá um esforço pouco maior que o que se despende para piscar um olho. E pode ser feita com a mesma rapidez com que se pisca, porém, ao exercitar, deve-se manter a contração por cerca de dois segundos."


Depois que a paciente aprende a controlar o pubo-coccígeo, ela recebe instruções para começar a fazer de cinco a dez contrações pela manhã, antes de se levantar. Ao que parece, nessa hora, a contração é mais fácil.

Continue lendo...

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...