terça-feira, 18 de outubro de 2016

Vitrines expostas

Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.                                                                                                   1 Coríntios 6:19,20


Quando vamos ao shopping ou num centro comercial observamos as vitrines com seus artigos expostos. Todos tem acesso a esses produtos, podem ser experimentados e testados, mas na hora de compra-los ninguém quer o produto exposto, todos desejam o que esta na caixa, embalado e sem utilização. 

Por isso, quero trazer a nossa mente este comparativo, porque estamos vendo como a geração de hoje: de adolescentes, jovens e até mesmo mulheres adultas, que se comportam como se fossem vitrines expostas. Exibem seus corpos em roupas sensuais, ousadas e que não condizem com sua idade e locais ondem frequentam. 

A mídia com seu poder de persuasão estabelece o comportamento de milhões de mulheres ao redor do planeta. Tudo é permitido, mas a que preço?

Mulheres, estimulada pelo meio, se expõem como se fossem vitrines ambulantes, onde todos tem acesso sem nenhum pudor, transformando-as em "prostitutas cultuais", onde só lhe faltam o véu para cobrir seus rostos*. Jovens que sem saberem, pela falta do conhecimento das verdades bíblicas, estão a serviço do deus deste século. 

Como vitrines expostas, usam roupas que jamais deveriam ser usadas, principalmente quando se vai ao um lugar de culto, inflamando o sexo oposto e gerando pensamentos pecaminosos e pervertendo o próximo. A primeira vista demonstram a inocência no olhar, mas seus atos indicam a perversidade interior.

A Bíblia não diz diretamente sobre o que uma mulher deve vestir, entretanto, mostra que devem ser portar com decência, e além disso, Paulo fala que devemos santificar a Deus no nosso corpo, o que deve refletir naquilo que vestimos, independente de sexo e idade. Como santificar a Deus exalando sensualidade no modo de vestir e agir?

Infelizmente, as jovens de modo geral não pensam que estão agindo de forma errada, afirmam aos quatro ventos que Deus quer o coração, sim é verdade, um coração que reflita santidade e adoração, tanto internamente quanto externamente.

Como Deus vai habitar num lugar onde não existe santidade? 

Essa pergunta deve ecoar em nossos corações quando nos vestimos, quando nos olhamos diante do espelho, quando escolhemos uma roupa em uma loja para comprar.

Não dá para fingir. Querem enganar a quem quando usam roupas curtas que mostram as pernas, roupas coladas que marcam o corpo, blusas decotadas que deixam os seios amostra de qualquer olhar? Será que é a Deus? Ou a si mesmas?

O comportamento de uma pessoa reflete o seu relacionamento com Deus, que tipo de fruto estamos produzindo com nossas ações?

Pedro escreve (1 Pe 4) que não devemos andar neste mundo segundo as paixões humanas, mas segundo a vontade de Deus, pois todos nós um dia prestaremos conta à Deus. E que em tudo que fazemos através de nossa vida seja Deus glorificado. Será que isto não inclui nosso procedimento na hora de se vestir? Está sendo Deus glorificado quando as vestimentas são ousadas e sensuais? 

Paulo em 1 Timóteo 4.12 escreve: "Ninguém despreze a tua mocidade; pelo contrário, torna-te padrão dos fieis, na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza."

E, para finalizar, não devemos nos esquecer que ninguém leva para casa o que está na vitrine, ninguém quer algo que já foi "visto" por todos, mas levamos para casa o que está na caixa, embalado, que vai ser aberto em casa e usado pela primeira vez.

Talvez você diga, mas e se vier com defeito? Isto já é outra conversa! Mas posso adiantar que Jesus Cristo realiza milagres e acredite o impossível, quando falamos de relacionamentos e pessoas. 

RRO
  
*Prostituição Cultual: Prostitutos e prostitutas do antigo Oriente Médio, empregados nos cultos da fertilidade. Praticavam atos sexuais no templo do seu deus como parte do culto que prestavam a deidade pagã. Os prostitutos e prostitutas cultuais, comuns nos templos pagãos passaram a conviver com os adoradores junto ao templo de Jerusalém, indicativo de uma deformação espiritual da nação de Israel. Não estou afirmando que é comum tais pessoas se prostituir de verdade, em orgias sexuais; estou afirmando, isto sim, que sempre que uma pessoa se afasta de Deus, comete prostituição com outros deuses fato mencionado pelo próprio Deus em várias passagens do Antigo Testamento. Em Ezequiel 16 ele compara Israel a uma menina, que é cuidada por Deus, adornada e preparada para ser esposa, mas se prostitui com os povos vizinhos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...